fbpx

A Casa da Cultura e Juventude da Câmara Municipal de Xinzo de Limia acolhe até 29 de Julho a exposição fotográfica transfronteiriça sobre o rio Limia-Lima

Três fotógrafos de Ourense e três portugueses documentaram o curso do rio desde a sua nascente em Monte Talariño, em Sarreaus, até à sua foz em Viana del Castelo

A actividade faz parte do projecto Fronteira Esquecida, co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa INTERREG V Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020

A Casa de Cultura e Xuventude do Concello de Xinzo de Limia acolhe até 29 de Julho a exposição “Fronteira Esquecida”. Itinerario Fotográfico Río Limia-Lima”, com as melhores fotografias de fotógrafos profissionais que documentaram o itinerário transfronteiriço traçado, do lado galego, pela Deputação de Ourense através dos 11 municípios galegos banhados pelo rio Limia-Lima.

Esta acção é enquadrada no âmbito do projecto Fronteira Esquecida, co-financiado a 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020, cujo principal objectivo é promover os recursos naturais e culturais do rio Limia-Lima e arredores, e com base nisso, criar e desenvolver uma estrutura de gestão e promoção conjunta que melhore a utilização turística da zona.

No âmbito das actividades deste projecto, foi criado este itinerário fotográfico, que agora conduz à exposição “Rio Limia-Limia”. Caudal de emocioness”, e que depois de estar no Centro Cultural Marcos Valcárcel de Ourense chega à Casa de Cultura e Xuventude do Concello de Xinzo de Limia. A exposição itinerante recolhe as melhores imagens do território que banha o rio Limia-Lima, desde a sua nascente no Monte Talariño (Sarreaus) até à sua foz em Viana do Castelo, feita por profissionais portugueses -Pedro Cerqueira, Eduardo Pimenta e Miguel Costa- e Ourense -Paco Rocha, Rosa Veiga e Miguel Souto-.

Scroll to Top